Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Nasa) O astronauta Tim Kopra é visto na Estação Espacial Internacional (ISS), no dia 22 de dezembro de 2015

(afp_tickers)

A Nasa está avaliando uma proposta de Moscou de reduzir o número de cosmonautas russos na Estação Espacial Internacional (ISS) de três para dois, particularmente o risco potencial que isso implicaria para a tripulação, disse uma autoridade da agência americana na segunda-feira.

Normalmente, seis tripulantes vivem no laboratório espacial em órbita, um marco da cooperação global que deverá operar até pelo menos 2024.

Questionado durante uma coletiva sobre relatos da imprensa de que a Rússia estava considerando reduzir o seu pessoal, o ex-astronauta da Nasa Kenneth Todd disse que os parceiros da ISS - que incluem Canadá, Japão e a Agência Espacial Europeia - estão cientes da proposta.

"Eles estão explorando a opção de diminuir para dois tripulantes no segmento russo", disse Todd, gerente de operações de integração da ISS.

A mídia russa citou um funcionário da Roscosmos, a agência espacial do país, dizendo que a proposta chega em um momento em que a Rússia está enviando menos naves de carga para a ISS, e que poderia ser uma medida de corte de custos.

Enquanto isso, os Estados Unidos estão aumentando suas missões de abastecimento para o laboratório em órbita, com astronautas americanos preparando um passeio espacial na sexta-feira para instalar um adaptador de acoplamento comercial na ISS que permitirá que mais naves espaciais privadas possam estacionar nos próximos anos.

Todd disse que os parceiros da ISS estão cientes de que a Rússia se comprometeu com o programa pelo menos até 2024.

"Não há dúvida de que eles estão mantendo isso em mente enquanto trabalham em quaisquer desafios que tenham com o seu sistema", disse Todd.

"Vamos analisar isso (...), vamos negociar contra qualquer risco que possa trazer para o programa", disse. "Em primeiro lugar, o risco para a tripulação a bordo e para a própria estação".

O primeiro módulo da estação, chamado Zarya ("amanhecer", em russo) foi lançado ao espaço há mais de 17 anos, em 20 de novembro de 1998.

Inicialmente com apenas dois módulos, a ISS hoje tem 15 módulos, ocupa um espaço do tamanho de um campo de futebol, e já recebeu cerca de 100 bilhões de dólares em investimentos.

Desde 2000, a estação tem sido continuamente ocupada por uma equipe rotativa de astronautas que normalmente fica lá por seis meses de cada vez, antes de voltar para a Terra.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP