Navigation

Nasa tenta retomar contacto com seu veículo Opportunity em Marte

Veículo robótico da Nasa Opportunity está sobre Marte desde 2004 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. outubro 2018 - 15:39
(AFP)

A Nasa mudou seu parecer e anunciou que tenta retomar o contato com seu veículo robótico Opportunity, em estado de hibernação desde a gigantesca tempestade de poeira em junho que cobriu Marte.

Em 30 de agosto, a agência espacial americana deu 45 dias extras de escutas ativas através de mensagens frequentes, antes de passar a um modo de escutas passivas, o que significou o abandono do aparato.

Os cientistas da Nasa mantêm, contudo, a esperança de que a espessa camada de poeira que cobre os painéis solares do robô possa ser varrida pelos ventos que surgem habitualmente entre novembro e janeiro sobre o planeta vermelho.

"Após a análise das escutas, a Nasa continuará com sua estratégia atual para tentar retomar o contato com o Opportunity até um futuro próximo", informou na segunda-feira à noite o Jet Propulsion Laboratory (JPL), na Califórnia, que é a base de operações do veículo, em uma mensagem em seu site na internet.

"Os ventos poderão se intensificar nos próximos meses onde o Opportunity se encontra sobre Marte, podendo varrer a poeira dos painéis solares. A agência reavaliará a situação em janeiro de 2019", acrescentou o JPL.

Até 10 de junho, o Opportunity era um dos veículos ativos sobre o planeta vermelho junto com o Curiosity, que chegou 2012. Suas baterias são alimentadas pelos raios solares, enquanto o Curiosity conta com um pequeno gerador nuclear, o que lhe permite continuar operando sem dificuldades.

Com o começo da tempestade de poeira, instalou-se uma noite de vários meses e por isso é provável que o Opportunity tenha consumido todas as suas baterias.

A Nasa sabe exatamente sua localização, já que um dos dos três satélites que orbita o planeta fez uma fotografia no dia 20 de setembro.

"Oppy", como é apelidado, aterrizou em Marte em 2004 e superou muito sua duração, programada para 90 dias.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.