Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Estação Espacial Internacional

(afp_tickers)

Os motores da nave espacial que deverá trazer de volta à Terra três astronautas acenderam de modo imprevisto após seu acoplamento com a Estação Espacial Internacional (ISS), modificando a órbita desta última, indicou a agência espacial russa Roskosmos.

"Os motores da nave espacial Soyuz acenderam de maneira imprevista, o que provocou uma leve mudança de posição da ISS", indicou a agência russa em um comunicado divulgado na noite de terça-feira.

A nave Soyuz se acoplou à ISS e deverá trazer de volta à Terra três astronautas da estação na quinta-feira.

Os três tripulantes da ISS permaneceram em órbita por um mês a mais que o previsto devido à perda do cargueiro não tripulado Progress.

O retorno à Terra do russo Anton Shkaplerov, do americano Terry Virts e da italiana Samantha Cristoforetti, integrantes da 43ª expedição à estação, inicialmente previsto para 12 de maio, foi adiado para o início de junho.

A perda do cargueiro não colocou em perigo a tripulação da ISS, que dispunha de vários meses de reservas.

O envio da nova tripulação da ISS, inicialmente previsto para 26 de maio a partir do cosmódromo de Baikonur, também foi adiado para o fim de julho.

Por sua vez, entre 23 e 25 de julho, uma nova equipe de astronautas partirá do cosmódromo de Baikonur (Cazaquistão) à estação espacial.

AFP