Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Poluição atmosférica em Nova Délhi em 20 de outubro de 2017

(afp_tickers)

Nova Délhi estava coberta por uma neblina tóxica e espessa nesta sexta-feira (20), depois que uma noite de fogos de artifício por ocasião do festival Diwali fez a qualidade do ar despencar, apesar de uma proibição da venda.

O Supremo Tribunal da Índia proibiu a venda de fogos de artifício antes do festival hindu de luzes para evitar uma repetição da crise de poluição atmosférica pós-Diwali do ano passado, que deixou os cerca de 20 milhões de habitantes de Délhi ofegantes por semanas.

Mas no final da quinta-feira, a concentração de partículas finas PM10 estava em torno de 1.100 microgramas por metro cúbico em algumas partes da cidade - 11 vezes acima dos níveis de qualidade do ar estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os níveis diminuíram durante a noite, mas ainda eram "graves" em vários distritos da capital na sexta-feira à tarde.

Nesta sexta-feira, um artigo publicado na revista médica The Lancet disse que a poluição foi responsável pela morte de cerca de 2,5 milhões de pessoas na Índia em 2015 - a taxa mais alta do mundo.

Globalmente, o número de óbitos devido à poluição ambiental foi de nove milhões - três vezes mais do que as mortes por aids, tuberculose e malária juntas, segundo o estudo.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP