Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Manifestantes pró-Palestina seguram uma faixa em que se lê "Parem o massacre sionista", na principal avenida da capital uruguaia, Montevidéu.

(afp_tickers)

As negociações indiretas entre palestinos e israelenses no Cairo sob mediação do Egito foram interrompidas na noite desta terça-feira e serão retomadas na quarta, último dia do cessar-fogo na Faixa de Gaza, anunciou a delegação palestina, que falou de "avanços".

Estas difíceis negociações que tentam transformar o cessar-fogo em trégua duradoura tinham sido retomadas na segunda, e ambas as partes parecem defender exigências contraditórias.

O cessar-fogo de 72 horas termina na quinta-feira à 00h01 local (19h00 de quarta-feira em Brasília).

As negociações de quarta-feira são cruciais, pois os palestinos sugeriram que não pretendem prolongar a trégua se não houver acordo.

As negociações buscam uma solução duradoura para cinco semanas de conflito na Faixa de Gaza, que custaram a vida de 1.940 palestinos -a maioria civis- e de 64 militares e três civis em Israel.

Israel insiste na desmilitarização do Hamas, que submete o fim de seus disparos de foguetes à retirada do bloqueio israelense.

AFP