Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Vídeo que mostra neta do presidente americano cantando em chinês é exibido durante um jantar em homenagem a Donald Trump concedido pelo presidente da China, Xi Jinping, em Pequim.

(afp_tickers)

O encontro entre Donald Trump e o presidente chinês, Xi Jinping nesta quinta-feira (9) foi dedicado ao comércio e à Coreia do Norte, mas a grande estrela da mídia foi a neta do presidente americano, Arabella Kushner, que conquistou o coração dos internautas.

Em um vídeo exibido por Trump ao anfitrião durante um passeio pela histórica Cidade Proibida na quarta-feira, Arabella cumprimenta "vovô Xi e vovó Peng (Liyuan)" com várias canções em mandarim e declamação de poesia chinesa antiga.

De acordo com a agência estatal de notícias, Nova China, que divulgou o vídeo nas mídias sociais, Xi disse que o mandarim da menina de seis anos merecia um "A+".

E os chineses concordaram, garantiu a porta-voz do Ministério chinês das Relações Exteriores, Hua Chunying.

"Como uma pequena embaixadora da amizade sino-americana, Arabella já recebeu o amor de um amplo número de chineses", afirmou Hua, no encontro diário com a imprensa, nesta quinta.

"Esse arranjo especial é, na verdade, muito gentil e caloroso. Acreditamos que isso ajudou a aproximar a afeição e a distância entre o povo americano e o chinês", completou.

Arabella também desempenhou um papel de destaque no jantar de Estado organizado por Xi em homenagem a Trump no Grande Salão do Povo na noite desta quinta (horário local).

Levado como um presente de Trump para Xi, o vídeo em versão integral foi apresentado nos telões do salão. Arabella foi até mencionada pelo avô, em seu brinde oficial.

"Nossas crianças com frequência nos lembram de nossa humanidade compartilhada e verdadeira dignidade", afirmou Trump.

Weibo - o Twitter chinês - logo foi tomado de elogios à apresentação de Arabella, embora não seja possível afirmar quantos comentários referentes à visita do presidente americano possam ter sido censurados.

"Ela é muito fofa!", diziam vários usuários.

"Tomara que ela case com alguém de uma família chinesa", tuitaram outros.

Outros destacaram a árdua tarefa de memorizar poesia chinesa antiga - principalmente por ser a neta do presidente dos Estados Unidos.

Não é a primeira que a Arabella tem um papel na diplomacia entre os dois países.

Quando Xi visitou Trump em seu resort de Mar-a-Lago, na Flórida, em abril, Arabella recitou "Three Character Classic" para o visitante, um dos textos clássicos da China e que remonta à dinastia Song. Também foi incluído nesse último clipe.

Ivanka Trump, mãe de Arabella e também conselheira da Casa Branca, disse em entrevistas que sua filha tem uma babá que lhe ensina mandarim.

Com frequência, Ivanka posta em suas contas nas mídias sociais vídeos de Arabella falando, ou cantando em chinês, e já levou a filha a um evento organizado na embaixada chinesa em Washington por ocasião do Ano Novo Lunar.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP