Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

"The Keepers", série lançada no último mês pela Netflix, trata de uma investigação cheia de suspense de um crime ocorrido em 1969

(afp_tickers)

Um documentário sobre o misterioso assassinato de uma jovem freira ocorrido há meio século é a mais nova aposta da Netflix, comprovando a atual popularidade das histórias de crimes reais ocorridos nos Estados Unidos.

Lançada no último mês e já disponível no Brasil, "The Keepers" trata de uma investigação cheia de suspense sobre um crime ocorrido em 1969. As pessoas com alguma informação sobre o caso são idosas, e muitas já faleceram.

Mais conhecida como irmã Cathy, a freira tinha 26 anos quando morreu. Ela lecionava em uma escola apenas para meninas, na época chamada de Archbishop Keough High School, e era muito querida por suas alunas.

A escola escondia, porém, um lado tenebroso.

Com o suposto conhecimento da Arquidiocese de Baltimore, o capelão da escola, irmão Joseph Maskell, seria um pedófilo que dominava suas vítimas psicologicamente.

Maskell, que também era policial, sempre rebateu e negou tais suspeitas. Ele morreu em 2001 e nunca foi formalmente acusado.

A Polícia reabriu a investigação sobre o assunto, ciente da popularidade da série.

Os restos mortais de Maskell foram exumados para a realização de testes de DNA, em busca de uma possível relação com a morte da irmã Cathy. Após os resultados, nada foi comprovado.

AFP