AFP

(Arquivo) Cratera do vulcão Poás, na Costa Rica, em 4 de julho de 2014

(afp_tickers)

Novas erupções do vulcão Poás forçaram as autoridades da Costa Rica a estender neste domingo o estado de alerta nas comunidades próximas da cratera, que permanece fechada aos visitantes.

Poás lançou neste domingo à tarde uma coluna de gases que atingiu um quilômetro acima da cratera, em uma erupção que durou 10 minutos, informou a Comissão Nacional de Emergência.

Foi a segunda erupção do dia, depois de uma similar na parte da manhã, que emanou uma nuvem de gás 500 metros acima da cratera.

O vulcão Poás, um gêiser ativo com uma enorme cratera 30 km a noroeste de San José, é um dos pontos mais visitados da Costa Rica e seu fechamento na semana passada causou consternação em comerciantes da região que dependem da chegada de turistas.

O colosso entrou em atividade em 6 de abril e as emanações lançaram gases e cinzas a rios próximos, usados ​​para a irrigação e para os turistas que visitam suas cachoeiras e nadam em suas piscinas.

A Comissão Nacional de Emergência mantém um alerta verde desde quinta-feira em seis cantões vizinhos da cratera, embora não tenha sido necessário suspender os voos do principal aeroporto do país, localizado na cidade vizinha de Alajuela.

O alerta e o fechamento do vulcão devem ser mantidos nos próximos dias, de acordo com o Observatório Vulcanológico e Sismológico da Costa Rica.

AFP

 AFP