Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Foto cedida pelo Palácio Real Saudita em 15 de agosto de 2017 mostra o príncipe Mohammed bin Salman, em Jidá

(afp_tickers)

O Fundo de Investimento Público (PIF, na sigla em inglês) da Arábia Saudita anunciou, nesta segunda-feira (9), um novo braço de investimentos para financiar pequenas e médias empresas, de acordo com uma nota.

O "fundo dos fundos" de 1,1 bilhão de dólares vai investir em capitais de risco e "private equity" voltados para as PMEs, afirmou o comunicado.

Ele faz parte do "Visão 2030", um amplo programa de reformas lançado pelo príncipe Mohammed bin Salman no ano passado, que visa diversificar a economia do reino, muito dependente do petróleo.

O novo fundo deve contribuir com cerca de 8,6 bilhões de riais ao Produto Interno Bruto (PIB) do país e criar cerca de 58 mil novos empregos em uma década, afirma o comunicado.

A Arábia Saudita perdeu mais de metade de sua receita com a brusca queda dos preços do petróleo desde meados de 2014.

O país registrou déficits orçamentários nos três últimos anos fiscais e também deve fechar 2017 no vermelho.

Para enfrentar a má fase do petróleo, Riade aumentou os preços de combustível e energia, ampliou as taxas sobre o tabaco, energia e refrigerantes e se prepara para impor um imposto sobre valor agregado de 5% em 2018.

O maior exportador mundial de petróleo também enfrenta uma alta taxa de desemprego, a 12,8%.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP