Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O comandante-geral Paul Funk na cerimõnia de posse da nova função, no dia 5 de setembro de 2017

(afp_tickers)

Um novo comandante-geral assumiu nesta terça-feira a direção da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos e que luta contra o grupo Estado Islâmico (EI) no Iraque e Síria, informou o Pentágono.

O tenente-general Paul Funk assumiu o comando da operação Inherent Resolve em cerimônia em uma base militar da região, informou o comunicado.

Como parte de uma rotatividade regular, Funk sucedeu ao tenente-general Stephen Townsend, que ocupava o posto há um ano.

"O EI é uma ameaça para o mundo civilizado e para a nossa forma de vida. Temos que derrotá-lo e nosso esforço coletivo será derrotá-lo", disse Funk, de acordo com o comunicado.

Os extremistas tomaram o controle de grande parte do território iraquiano e sírio em 2014, com intuito de estabelecer um "califado" na região. No entanto, sofreram uma série de derrotas importantes nos últimos meses.

As forças da coalizão, formada em junho de 2014, expulsaram o EI de seus principais bastiões no Iraque, como Mossul, e na Síria.

Nesse último país, eles perderam o controle de mais da metade do território de Raqa, cidade onde tinham estabelecido como sua "capital".

Funk comandou o III corpo do Exército dos Estados Unidos, que liderou a coalizão contra o Estado Islâmico entre setembro de 2015 e agosto de 2016.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP