AFP

Trump faz um discurso sobre a Síria na Flórida

(afp_tickers)

Segue abaixo a transcrição das declarações do presidente americano, Donald Trump, depois de ordenar um bombardeio com mísseis contra uma base aérea na Síria:

"Compatriotas: O ditador sírio Bashar al Assad lançou um ataque horrível com armas químicas contra civis inocentes.

Usando um agente neurológico mortal, Assad tirou a vida de homens, mulheres e crianças indefesas. Para muitos, foi uma morte lenta e brutal. Mesmo lindos bebês foram assassinados com este ataque bárbaro. Nenhum filho do Senhor jamais deveria sofrer esse horror.

Esta noite ordenei o lançamento de um bombardeio contra a base aérea da qual partiu esse ataque. Isso responde aos interesses vitais da segurança nacional dos Estados Unidos, que devem prevenir e deter o uso de armas químicas letais.

Não pode haver discordância sobre o fato de que a Síria usou armas químicas proibidas, violou seus compromissos ante a Convenção contra Armas Químicas e ignorou as advertências do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

As tentativas no passado de mudar o comportamento de Assad fracassaram, e fracassaram de maneira dramática. Como resultado, a crise dos refugiados continua se aprofundando e a região continua em processo de desestabilização, o que ameaça os Estados Unidos e seus aliados.

Esta noite peço a todas as nações civilizadas que se juntem a nós para por fim à carnificina e ao banho de sangue na Síria, e também para acabar com o terrorismo em todas suas formas.

Rogamos a Deus por sua sabedoria para que possamos enfrentar os desafios de nosso mundo tumultuado. Oramos pela vida dos feridos e as almas daqueles que partiram. E esperamos que enquanto os Estados Unidos defenderem a justiça, prevaleçam a paz e a harmonia.

Boa noite. Que Deus abençoe os Estados Unidos e o mundo inteiro. Obrigado".

AFP

 AFP