Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pede por "paz e calma" na cidade de Ferguson, no estado de Missouri, onde um policial branco matou um jovem negro

(afp_tickers)

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu nesta quinta-feira calma e cautela à polícia depois da violência na cidade de Ferguson (Missouri, centro) onde um policial branco matou um jovem negro.

Obama considerou que a polícia tem "a responsabilidade de ser transparente" sobre o que realmente aconteceu no sábado à noite, quando Michael Brown, de 18 anos, foi morto por um policial.

"Agora é o momento de paz e calma nas ruas de Ferguson", disse à imprensa. "Agora é o momento de um processo aberto e transparente para constatar que seja feita justiça".

Na noite de quarta-feira foram registrados novos protestos que terminaram em distúrbios. Obama advertiu a polícia para o "uso excessivo da força contra manifestações pacíficas".

O presidente ressaltou, por outro lado, que "não há justificativa" para recorrer à violência contra policiais.

A tensão aumentou no domingo depois de uma cerimônia em memória do jovem, morto em circunstâncias ainda não esclarecidas.

As versões divergem. De acordo com uma testemunha, Brown estava desarmado e caminhava pela rua quando um policial atirou nele, apesar de a vítima estar dominada, com as mãos para o alto.

Já a Polícia de St. Louis, capital do Missouri, indica que Brown foi abatido depois de ter agredido o policial e de ter tentado roubar sua arma.

AFP