Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um avião da Delta Airlines no Terminal 4 do Aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, em 22 de julho de 2014.

(afp_tickers)

O presidente Barack Obama não fixou um limite de tempo para os ataque aéreos americanos no Iraque, apesar dos temores de que Washington se veja arrastado novamente para o conflito no país árabe.

"O presidente não fixou uma data específica", afirmou o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, aos jornalistas, insistindo, no entanto, que "um conflito militar prolongado que inclua o envolvimento americano não está em discussão".

Os Estados Unidos se envolveram diretamente no Iraque pela primeira vez desde a retirada de suas tropas em 2011, bombardeando nesta sexta-feira posições jihadistas que ameaçam o Curdistão iraquiano e milhares de cristãos e yazidis.

Dois caças bombardeiros americanos lançaram bombas de 250 kg sobre uma peça de artilharia móvel do Estado Islâmico (EI), que tinha como alvo as forças curdas em Erbil.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP