Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Vista aérea da Marina da Glória, no Rio de Janeiro, no dia 26 de julho de 2016

(afp_tickers)

Os serviços de segurança detonaram por precaução neste domingo ao meio-dia um "objeto suspeito" encontrado perto da rota utilizada pouco antes pelas maratonistas e que leva ao local das competições de vela dos Jogos Olímpicos do Rio, anunciaram os organizadores.

Por volta das 12h40, um som de explosão foi ouvido perto da Marina de Glória, base dos eventos de vela no Rio.

"Um objeto suspeito foi encontrado no gramado, entre a rota tomada pela maratona feminina e a Marina de Glória", indicou um responsável do serviço de comunicação das instalações da vela.

"Não era uma bomba, era apenas um saco suspeito e uma equipe antibomba detonou por precaução", disse.

O objeto suspeito foi encontrado em um gramado perto da rota tomada no início da manhã pela maratona feminina. "Todas as maratonistas já haviam passado naquele momento e não havia público nas proximidades", acrescentou a fonte.

No sábado passado, os serviços de segurança realizaram a explosão controlada de uma mala suspeita encontrada em Copacabana, perto da linha de chegada do ciclismo de estrada masculino.

Naquela mesma manhã, no local das competições de hipismo em Deodoro, uma bala de pequeno calibre atravessou a parede de plástico do centro de imprensa, sem causar feridos.

Também na terça-feira, um ônibus de jornalistas foi atacado com pedras.

O diretor da segurança do Comitê de organização Rio-2016 indicou que se tratava de um "ato de vandalismo" envolvendo pedras e não armas de fogo, como suspeitado em um primeiro momento.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP