Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O secretário-geral da OEA, Luis Almagro, discursa em Tegucigalpa, Honduras, no dia 8 de agosto de 2015

(afp_tickers)

O Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) realizará na próxima quarta-feira uma sessão extraordinária para analisar um relatório sobre a situação na Guatemala, elaborado pela representação deste país, informou a entidade nesta segunda-feira.

Segundo a OEA, a delegação da Guatemala apresentará um "relatório interpretativo da situação" após a renúncia e posterior detenção do presidente Otto Pérez, a posse do vice-presidente Alejandro Maldonado e a realização do primeiro turno das eleições presidenciais.

A OEA havia previsto uma reunião extraordinária de seu Conselho Permanente na semana passada, mas a sessão foi cancelada a pedido da própria representação guatemalteca.

O comediante Jimmy Morales venceu o primeiro turno da eleição presidencial e segundo números preliminares, enfrentará a ex-primeira-dama Sandra Torres no segundo turno, previsto para 25 de outubro.

A Justiça da Guatemala abriu um processo judicial contra o ex-presidente Pérez por envolvimento em um esquema de fraude na alfândega nacional.

Pérez está detido no quartel militar de Matamoros, no centro da capital.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP