Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Oito homens foram acusados nesta segunda-feira na Jordânia de organizar complôs para atacar soldados americanos e atentar contra a embaixada israelense em Amã

(afp_tickers)

Oito homens foram acusados nesta segunda-feira na Jordânia de organizar complôs para atacar soldados americanos e atentar contra a embaixada israelense em Amã, indicou uma fonte judicial.

"O Tribunal de Segurança do Estado acusou os oito homens de complô para realizar ações terroristas, entre elas ataques contra soldados americanos em 2006 e a embaixada israelense em Amã", declarou um funcionário do tribunal à AFP.

"Os suspeitos, sete jordanianos e um sírio, também recrutavam candidatos para que se unissem ao (movimento xiita libanês) Hezbollah", acrescentou esta fonte.

Sete dos homens foram detidos em maio e o sírio está foragido, disse.

Em maio, um tribunal militar havia condenado 11 jordanianos acusados de estar relacionados à Al-Qaeda a penas de quatro a 20 anos de prisão por ter planejado ataques contra a embaixada dos Estados Unidos e centros comerciais em 2012.

AFP