Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Diretor americano Oliver Stone e sua esposa Chong Son Stone, durante a cerimônia de premiação do Festival de Cinema de Sarajevo, em 13 de agosto de 2017

(afp_tickers)

O diretor americano Oliver Stone disse neste domingo que é preciso lembrar o que significa "a tragédia da guerra", acrescentando que seu país "perdeu o equilíbrio".

O diretor de 71 anos, vencedor de três estatuetas do Oscar, foi homenageado por sua "extraordinária contribuição" à sétima arte durante o Festival de Cinema de Sarajevo.

"Aqueles entre vocês que conhecem a guerra, têm a obrigação de fazer que as novas gerações lembrem as coisas que uma guerra provoca", disse o diretor a um público de aproximadamente 3.000 pessoas.

Este festival é celebrado em Sarajevo desde o ataque à cidade durante a violenta guerra dos Bálcãs entre 1992 e 1995.

"Especialmente agora, que temo que meu país tenha perdido o equilíbrio e há uma geração de pessoas que não lembram a dor e a tragédia que a guerra causa. Estão sendo ditas em público coisas que são estúpidas e perigosas", disse Stone.

O presidente Donald Trump "fala da guerra como se fosse um jogo, mas é preciso lembrar que antes dele nosso país fortaleceu sua musculatura durante setenta anos, os esteroides fizeram que se transformasse em algo irreconhecível em termos de poderes bélicos", afirmou. "Isso é algo muito aterrador para todos", acrescentou.

O festival criado como um "ato de resistência" durante o ataque à cidade atrai todos os anos estrelas de Hollywood, como Robert De Niro, Angelina Jolie, Brad Pitt, Juliette Binoche e Jeremy Irons.

AFP