AFP

Um homem sírio coleta os restos mortais de um pássaro morto, que supostamente foi morto por gás tóxico em Khan Sheikhun, no dia 5 de abril de 2017

(afp_tickers)

Pelo menos 18 civis, entre eles cinco crianças, morreram neste sábado (8), vítimas de um ataque aéreo sobre a província de Idleb, último reduto dos insurgentes no noroeste da Síria - informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

De acordo com o OSDH, três dos feridos faleceram após a divulgação do balanço anterior, o que elevou o total de óbitos. Esse número pode, inclusive, aumentar, já que muitos dos feridos se encontram em estado muito grave.

Segundo a ONG, esse ataque contra a localidade de Urum al-Joz foi lançado por aviões russos, que apoiam o governo sírio nessa guerra que já deixou mais de 320 mil mortos e milhões de deslocados em seis anos.

Controlada por uma aliança de rebeldes e extremistas, a província de Idleb é, com frequência, alvo de bombardeios da Força Aérea síria e de seu aliado russo.

AFP

 AFP