Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Estátua do personagem Donatello, do filme "Tartarugas Ninja", em Los Angeles

(afp_tickers)

Uma organização de Los Angeles protetora das tartarugas lançou um apelo às famílias para que não comprem esses animais para os filhos diante da euforia que o lançamento do filme "As tartarugas ninja", na próxima sexta, deve causar na criançada.

"Infelizmente, as crianças não entendem que as tartarugas de verdade não podem voar, fazer cenas perigosas, ou qualquer um dos movimentos do filme", advertiram Susan Tellem e Marshall Thompson, fundadores da Associação Americana de Resgate de Tartarugas.

"Para agradar os filhos, os pais compram tartarugas para eles. Depois, elas são abandonadas de forma ilegal em rios e lagos, ou jogadas fora pelo vaso", disseram os ativistas, em uma carta aberta divulgada em sua página na Internet.

Especialistas afirmam que esses animais de mais de 200 milhões de anos se veem ameaçados, porque a maioria "é tirada da vida selvagem para ser vendida em lojas de animais de estimação, criadouros, ou feiras".

Tellem e Thompson alertaram também que esses pequenos répteis podem transmitir a bactéria da Salmonella, se não receberem o cuidado necessário.

"Comprem um brinquedo das 'Tartarugas Ninja', em vez de uma de verdade", pediram.

O filme "As tartarugas ninja", que contou com um orçamento de US$ 125 milhões, chega aos cinemas em vários países neste fim de semana.

AFP