Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Indianas coletam cocos arrancados pelos ventos fortes do ciclone Titli

(afp_tickers)

O número de catástrofes relacionadas à mudança climática está aumentando rapidamente no mundo, alertaram as organizações ambientalistas nesta sexta-feira, ao pedir mais esforços para estarmos preparados para o aquecimento global.

Os impactos das mudanças climáticas já são visíveis: o deslocamento de populações, fome e conflitos, assinalaram as organizações, preocupadas com o agravamento da situação.

"Com a mudança climática, os perigos estão se multiplicando", afirmou Elhadj As Sy, secretário-geral da Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, em entrevista à AFP.

Falando à margem de uma conferência em Genebra sobre o impacto humanitário no aquecimento global, ele observou que os "impactos da mudança climática estão se tornando mais frequentes e mais violentos".

Em um relatório publicado na segunda-feira, especialistas do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) pediram transformações "rápidas" e "sem precedentes" se quisermos ver o aquecimento global limitado a 1,5ºC.

Gernot Laganda, chefe dos especialistas em riscos de desastres relacionados ao clima no Programa Mundial de Alimentos (PMA), lembrou que os impactos da mudança climática já estão causando o deslocamento de cerca de 22,5 milhões de pessoas a cada ano.

Ele observou que a mudança climática teve um impacto significativo nos países em conflito, como Síria, Iêmen e República Democrática do Congo, criando um fenômeno de "panela de pressão".

Segundo ele, se o planeta aquecer a 2ºC, haverá mais 189 milhões de pessoas em risco alimentar. "E se for 4ºC, será mais de um bilhão", acrescentou.

Elhady As Sy apontou que as crises relacionadas ao clima aumentaram claramente nos últimos anos.

"Nos anos 70, estávamos enfrentando entre 80 e 100 impactos e perigos sérios relacionados ao clima por ano. No ano passado, foram cerca de 400, quatro vezes mais", afirmou ele.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP