Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Reunião do Conselho de Segurança da ONU

(afp_tickers)

Os chanceles do G4 (Alemanha, Japão, Índia e Brasil) insistiram nesta quinta-feira sobre a necessidade de reformar o Conselho de Segurança da ONU e reafirmaram que os quatro países são candidatos a um assento permanente.

Ao fim de uma reunião à margem da Assembleia Geral da ONU, os quatro países afirmaram em um comunicado que o atual Conselho de Segurança "não reflete a transformação da realidade mundial".

Na visão dos quatro países, o Conselho "precisa refletir o mundo atual para poder ser capaz de atuar diante dos complexos desafios presentes".

Nesse contexto, os quatro países defenderam a urgência de reforma do Conselho "incluindo a expansão do número de membros permanentes e temporários, assim como dos métodos de trabalho".

O Conselho de Segurança da ONU é composto por 15 países, cinco deles permanentes e têm direito de veto nas votações: Estados Unidos, China, Rússia, Reino Unido e França.

Os outros 10 membros temporários são eleitos por mandatos de dois anos.

Alemanha, Japão, Índia e Brasil são os quatro países que aspiram um lugar permanente no Conselho e se apoiam mutuamente nessa reivindicação.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP