Navigation

ONU confirma italiano De Mistura como enviado à Síria

O ex-ministro italiano das Relações Exteriores Staffan de Mistura afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 10. julho 2014 - 20:08
(AFP)

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou nesta quinta-feira a confirmação do diplomata ítalo-sueco Staffan de Mistura como novo enviado especial encarregado de buscar uma solução para o conflito sírio.

De Mistura substitui Lakhdar Brahimi, que renunciou em maio após duas rodadas de negociações sem resultados, quando o conflito completava quatro anos e somava mais de 162.000 mortes.

Ban Ki-moon disse que havia feito "extensas" consultas, que incluíram autoridades sírias, antes anunciar a confirmação. O chefe da ONU também consultou a Liga Árabe antes de nomear o egípcio Ramzy Ezzedine Ramzy como enviado adjunto para a Síria.

"O enviado especial vai oferecer seus bons ofícios para tentar acabar com a violência e com as violações dos direitos humanos, e promover uma solução pacífica para a crise síria", disse Ban aos jornalistas.

Ramzy é um diplomata egípcio e ex-subsecretário de Relações Exteriores.

Ban pediu à comunidade internacional, em particular ao Conselho de Segurança e às partes em conflito na Síria, que permitam a De Mistura fazer seu trabalho.

De Mistura trabalhou com as Nações Unidas em regiões de conflito como Somália, Oriente Médio, Bálcãs, Nepal, Iraque e Afeganistão.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.