Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Crianças síria refugiadas em Istambul, na Turquia, em 28 de junho de 2014. Desde o início do conflito, em março de 2011 até maio de 2014, 123.600 sírios pediram asilo na Europa, sem contar a Turquia.

(afp_tickers)

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) pediu aos países europeus que acolham mais refugiados sírios e facilitem os procedimentos administrativos de concessão de asilo.

Em um relatório publicado nesta sexta-feira, o Acnur pede "encarecidamente aos Estados que garantam o acesso a seu território com procedimentos de asilo justos e eficientes aos sírios que fogem do conflito em seu país".

A agência das Nações Unidas também denunciou a expulsão de refugiados sírios na fronteira da Espanha, Bulgária, Chipre, Grécia, Albânia, Montenegro, Rússia, Sérvia e Ucrânia.

Desde o início do conflito, em março de 2011 até maio de 2014, 123.600 sírios pediram asilo na Europa (sem contar a Turquia), o que representa apenas 4% destes refugiados, segundo o texto.

No total, os países europeus aceitaram o pedido de 31.817 sírios neste período, afirmou a porta-voz da Acnur, Melissa Fleming.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP