AFP

Membros de um grupo de defesa local observam os estragos causados por um ataque suicida em Maiduguri

(afp_tickers)

Onze pessoas morreram em um ataque na cidade de Maiduguri, no nordeste da Nigéria, lançado na quarta-feira à noite pelo grupo extremista Boko Haram, informou nesta quinta-feira a polícia local.

Dez civis faleceram em três atentados suicidas coordenados e outro perdeu a vida no bairro de Jiddari Polo, quando os habitantes tentavam fugir dos agressores, explicou o delegado do estado de Borno, Damian Chukwu.

Um dos três suicidas se explodiu no bairro de Goni-Kachallari, depois que fiéis muçulmanos saíram da mesquita.

"O suicida morreu, assim como outras seis pessoas", confirmou.

"O segundo detonou o seu cinturão de explosivos nos locais das Autoridades para o Desenvolvimento do Lago Chade às 21H20 locais (17H20 de Brasília) causando três mortes, além do suicida", acrescentou Chukwu.

O terceiro atentado suicida deixou outro morto.

No total, 24 pessoas ficaram feridas.

Segundo várias testemunhas, um grupo de combatentes iniciou a ofensiva no campo de Aridawari, na periferia de Maiduguri, berço do Boko Haram.

Os vizinhos afirmaram que os rebeldes se dirigiram até uma base militar, cruzando o bairro de Jiddari Polo, abrindo fogo por todas as partes.

AFP

 AFP