AFP

Policiais durante operação de ataque contra esconderijo de islamitas radicais em Moulvibazar, Bangladesh, em 30 de março de 2017

(afp_tickers)

Ao menos cinco supostos jihadistas e um bombeiro morreram nesta quinta-feira em uma operação das forças de segurança na região noroeste de Bangladesh.

As autoridades cercaram uma casa na localidade de Habashpur, no distrito de Rajshahi. Uma família de suspeitos saiu da residência e tentou executar um ataque surpresa.

Bangladesh realiza uma grande campanha de repressão dos grupos jihadistas, que executaram nos últimos anos muitos ataques contra ateus, estrangeiros e minorias.

"Cinco extremistas morreram com nossos tiros. O pai, sua mulher, dois filhos e uma filha", afirmou à AFP Sumit Chowdhury, chefe de polícia.

"Dois deles lançaram granadas e outro atacou um bombeiro com uma barra cortante. Ele morreu no hospital", completou.

Desde o atentado contra um café de Dacca no ano passado, que matou 22 pessoas, a maioria estrangeiras, o governo de Bangladesh organizou operações que mataram mais de 70 supostos extremistas. Dezenas de jihadistas foram detidos.

O extremismo islâmico representa um perigo crescente para Bangladesh, onde uma situação política delicada levou a oposição a uma forte radicalização.

AFP

 AFP