AFP

Entre os 177 homens e 11 mulheres detidos há 146 mexicanos, 13 salvadorenhos e 12 guatemaltecos

(afp_tickers)

Uma operação de agentes federais contra imigrantes ilegais com antecedentes criminais deteve 188 pessoas no sul da Califórnia, informou a autoridade migratória ICE.

Entre os 177 homens e 11 mulheres detidos há 146 mexicanos, 13 salvadorenhos e 12 guatemaltecos. Deste total, 169 tinham condenações por crimes como tráfico de drogas, estupro e violência doméstica.

Esta foi a segunda operação deste tipo desde que Donald Trump assumiu a presidência, com a promessa de deportar milhões de imigrantes ilegais e construir um gigantesco muro na fronteira com o México.

Em fevereiro, outra operação deteve centenas de imigrantes ilegais, em vários Estados, incluindo pessoas sem antecedentes, o que provocou críticas entre ativistas dos direitos humanos.

"Tirando estes indivíduos das ruas e do país tornamos nossas comunidades mais seguras", disse David Marin, diretor em Los Angeles da Divisão de Operações de Execução e Remoção (ERO) da ICE.

As autoridades destacaram que entre os detidos há um salvadorenho de 29 anos condenado por estupro na Califórnia e um mexicano de 51, que já havia sido deportado por tráfico de cocaína.

Mas também há 30 pessoas acusadas de dirigir embriagadas.

Quase a metade das detenções ocorreu em Los Angeles.

Segundo números oficiais, mais de 41 mil pessoas foram detidas pelo ICE desde que Trump firmou um decreto reforçando a política migratória, o que representa um incremento de 40% em relação ao mesmo período de 2016.

AFP

 AFP