Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Os grupos opositores sírios no exílio descartaram participar das negociações de paz com o governo programadas pela Rússia para meados de novembro

(afp_tickers)

Os grupos opositores sírios no exílio descartaram nesta quarta-feira (1) participar das negociações de paz com o governo programadas pela Rússia para meados de novembro, qualificando a iniciativa de "piada de mau gosto".

Na terça-feira, a Rússia anunciou a sua intenção de realizar em 18 de novembro um "congresso de diálogo nacional sírio" em Sochi (sul) e assegurou ter convidado os principais grupos de oposição.

O anúncio da Rússia, aliado do governo do presidente Bashar al-Assad, foi feito no final de uma nova rodada de negociações de paz sobre a Síria, concluída na terça-feira em Astana, capital do Cazaquistão.

A coalizão nacional da oposição síria, principal formação opositora no exílio, "não participará de nenhuma negociação com o governo fora do âmbito de Genebra (...) e sem o apadrinhamento das Nações Unidas", declarou à AFP um porta-voz da organização, Ahmed Ramadan.

Esse convite é "ridículo, é uma piada de mau gosto", afirmou Yehia al Aridi, porta-voz do Alto Comitê de Negociações, que representa grupos-chave da oposição.

A partir de 28 de novembro estão previstas novas negociações sobre a Síria patrocinadas pela ONU.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP