Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O governador do estado de Miranda, Henrique Capriles, vota em Caracas em 15 de outubro de 2017

(afp_tickers)

A oposição venezuelana descartou nesta segunda-feira (16) assistir a qualquer reunião que busque um diálogo com o governo, enquanto não for feita uma auditoria nas eleições regionais de domingo, cujos resultados desconhece.

"Não assistiremos a nenhum processo de exploração, conversação ou negociação até que não se tenham aceito as auditorias e mudanças que requerem a pulcritude inerentes ao exercício dos direitos políticos dos venezuelanos", anunciou Angel Oropeza, em nome da opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD).

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP