Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

(afp_tickers)

Os opositores do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, retomarão as ruas com uma marcha estudantil no domingo e um protesto convocado pelo dirigente preso Leopoldo López no dia 18 de fevereiro, quando se completarem três anos de sua prisão.

"Devemos reagir e devemos dizer já basta. Se você está sofrendo com fome, falta de dinheiro, escassez e repressão, deve estar presente e dizir 'não mais à ditadura'", escreveu López no Twitter.

No dia 12 de fevereiro completa três anos o início de protestos que exigem a renúncia de Maduro, pelos quais López foi preso, acusado de incitar à violência. As manifestações, que se prolongaram até maio, deixaram 43 mortos e dezenas de feridos.

AFP