Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ahmed Majdalani, membro do comitê executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), em Damasco, no dia 14 de janeiro de 2014

(afp_tickers)

As autoridades palestinas pediram nesta quarta-feira um compromisso "claro" do governo americano a favor da criação de um Estado palestino independente, na véspera de uma visita de emissários do presidente Donald Trump a Ramallah.

Esses dirigentes também esperam que a administração Trump se oponha à colonização israelense nos Territórios Palestinos, declararam à AFP.

Essas duas questões são os principais obstáculos no processo de paz israelense-palestino, que está estagnado desde 2014.

As autoridades palestinos pedem "uma resposta clara e franca da administração sobre sua postura acerca da solução de dois Estados e as colônias", disse Ahmed Majdalani, membro do comitê executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

"Não esperamos muito desta administração sem um compromisso americano com o fim da colonização e uma solução de dois Estados", isto é, a criação de um Estado palestino independente vizinho de Israel, acrescentou.

O presidente palestino Mahmud Abas receberá na quinta-feira em Ramalah, no território ocupado da Cisjordânia, a uma delegação da Casa Branca que incluirá Jared Kushner, genro e alto conselheiro de Trump, e Jason Greenblatt, representante especial do presidente americano para as negociações internacionais.

Os emissários americanos também se reunirão com as autoridades israelenses nesta viagem já los levou à Jordânia e ao Egito e que busca reativar as negociações entre israelenses e palestinos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP