Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Canal do Panamá, no dia 24 de maio de 2017

(afp_tickers)

Um ano após a ampliação do Canal do Panamá, a autoridade encarregada pela via considerou nesta quinta-feira que a obra superou as expectativas que levaram à sua construção.

"Em seu primeiro ano de operações, o Canal do Panamá ampliado bateu recordes e superou constantemente as expectativas", manifestou a Autoridade do Canal do Panamá (ACP) em um comunicado.

Segundo a ACP, nos últimos 12 meses "as rotas comerciais globais têm sido redesenhadas e seu impacto positivo foi sentido em todo o mundo".

O Canal do Panamá, pelo qual passam 5% do comércio marítimo mundial, foi ampliado para que buques de até 14.000 contêineres, o triplo de sua capacidade anterior, atravessem seus 80 quilômetros.

Mais de 1.500 navios neopanamax, de 366 metros de comprimento e 49 de largura, transitaram nas novas eclusas, segundo a ACP.

O administrador da ACP, Jorge Quijano, disse na semana passada que em 2025 poderá haver uma nova ampliação em função da demanda que a rota teve.

AFP