Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um dos gêmeos da fêmea de panda gigante Haizi nascidos em 2013 na reserva natural de Wolong, sudoeste da China

(afp_tickers)

Uma fêmea de panda gigante de 23 anos, idade recorde para a espécie, pariu um casal de gêmeos em cativeiro na China - anunciou a agência oficial de notícias Nova China, nesta quinta-feira (3).

Com isso, Haizi passa a ser a panda mais velha a dar à luz em cativeiro, informou o Centro de Reprodução do Panda Gigante em Chengdu, na província de Sichuan, citado pela agência.

Na comparação com humanos, a mamãe panda teria em torno de 80 anos.

Os bebês nasceram no domingo (30). O macho pesa 123 gramas, e a fêmea, 175 gramas. Haizi já havia dado à luz outros dois gêmeos, quando tinha 19 anos.

Ela vive na reserva natural de Wolong, que também fica em Sichuan.

A boa-nova chega após o nascimento, na última segunda-feira (31), na China, de um bebê panda gigante concebido após a união de uma fêmea em cativeiro com um macho em liberdade - um fato inédito.

AFP