Navigation

Papa cancela visita a hospital por indisposição

Desde que foi eleito Papa, em março de 2013, não tirou férias. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 27. junho 2014 - 15:50
(AFP)

O papa Francisco sofreu uma indisposição e precisou cancelar no último minuto uma visita prevista para esta sexta-feira a um hospital de Roma, anunciou o Vaticano.

"Após uma indisposição imprevista, o Santo Padre não poderá ir nesta tarde ao Gemelli", um hospital em Roma onde iria realizar uma missa, indicou o Vaticano em um comunicado.

A homilia que Francisco, de 77 anos, iria pronunciar neste hospital que pertence a uma fundação católica será pronunciada pelo cardeal Angelo Scola, indicou o Vaticano.

O cancelamento da visita foi anunciado minutos antes aos fiéis presentes no hospital por Claudio Giuliodori, assistente eclesiástico na Universidade Católica.

Segundo a imprensa italiana, o papa está muito cansado.

A chegada do Papa para uma visita de três horas foi anunciada às 13h30 GMT (10h30 de Brasília) e depois adiada em meia hora, antes de ser definitivamente cancelada.

Não é a primeira vez que o Papa argentino cancela uma visita no último minuto.

No dia 19 de junho, Jorge Bergoglio decidiu não comparecer a uma longa procissão em Roma entre as Basílicas de São João de Latrão e Santa Maria Maior para descansar antes de uma visita à Calábria (sul da Itália) dois dias depois.

Desde que foi eleito Papa, em março de 2013, não tirou férias.

O ex-cardeal e arcebispo de Buenos Aires, um homem vigoroso e enérgico, mas com alguns problemas pulmonares, acorda todos os dias antes das cinco da manhã e dorme cedo.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.