Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(29 ago) Vestes litúrgicas que o Papa usará em sua visita à Colômbia são exibidas na sede da Conferência Episcopal, em Bogotá

(afp_tickers)

O Papa Francisco ouvirá relatos de vítimas e perpetradores da violência na Colômbia durante sua visita, na semana que vem, a Villavicencio, cidade emblemática do conflito interno, informou o Vaticano nesta sexta-feira.

"Será um dia muito especial, o dia dedicado à reconciliação e no qual estarão presentes vítimas da violência, ex-guerrilheiros e ex-milicianos", informou o porta-voz do Vaticano, o americano Greg Burke, ao informar em uma entrevista coletiva sobre o programa de viagem do papa na Colômbia, de 6 a 10 de setembro.

Este será um dos gestos mais importantes da visita do papa a Colômbia, durante o qual escutará os relatos de dor e raiva de um país que padeceu mais de 50 anos de um violento conflito interno que deixou 260.000 mortos, 60.000 desaparecidos e 7,1 milhões de deslocados.

O porta-voz do Vaticano assegurou que o papa por enquanto "não tem programadas reuniões com a guerrilha das Farc".

kv/jz/cc

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP