Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Foto tirada em 15 de agosto de 2017 mostra o presidente americano, Donald Trump, em Nova York

(afp_tickers)

O governo paquistanês qualificou nesta terça-feira de "decepcionantes" as críticas do presidente americano Donald Trump, que o acusou o país de apoiar grupos terroristas.

"Nenhum país no mundo sofreu mais do que o Paquistão com o terrorismo, frequentemente proveniente de fora das nossas fronteiras. É, portanto, decepcionante que a declaração americana ignore os enormes sacrifícios da nação paquistanesa", explicou o comunicado do ministério das Relações Exteriores.

O presidente Donald Trump, ao apresentar na segunda-feira sua estratégia para a guerra no Afeganistão, acusou abertamente o Paquistão de ser "refúgio" de "terroristas" que desestabilizam o país vizinho, e pediu o fim "imediato" da suposta prática.

O Paquistão afirmou em comunicado que "não autoriza o uso de seu território contra outro país".

Os Estados Unidos, em vez de fazerem acusações falsas, "deveria trabalhar com o Paquistão para erradicar o terrorismo", concluiu.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP