Navigation

Paraguai e Brasil iniciam construção da 2ª ponte no rio Paraná

O presidente Jair Bolsonaro (D) recebe o presidente paraguaio Mario Abdo Benitez no Palácio do Planalto, Brasília, em 12 de março de 2018 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 10. maio 2019 - 20:13
(AFP)

Os presidentes do Paraguai e do Brasil, Mario Abdo e Jair Bolsonaro, inauguraram nesta sexta-feira (10) a construção de uma segunda ponte sobre o rio Paraná, que unirá as cidades limítrofes de Foz do Iguaçu e Presidente Franco.

Em seu terceiro encontro oficial em cinco meses, os presidentes colocaram a "pedra fundamental" da futura ponte em Puerto Meira, nos arredores de Foz, perto da tríplice fronteira com a Argentina.

A união física almeja aliviar o fluxo da ponte da Amizade, que une Foz a Ciudad del Este, com sete quilômetros sobre as águas, inaugurada oficialmente em 1965.

O cronograma de obras estabelece que a união física, de 760 metros de extensão e 164 de altura em seu pilar principal, estará funcionando dentro de três anos.

Ela é financiada pela represa hidrelétrica de Itaipu - compartilhada pelos dois países. O custo foi estimado em cerca de 75 bilhões de dólares.

A ponte terá capacidade para pouco menos de 40.000 veículos por dia.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.