Navigation

Parlamentar japonês chorão deixa o cargo

No início de julho, Ryutaro Nonomura, de 47 anos, apareceu em uma coletiva de imprensa em Kobe para explicar uma de suas inúmeras viagens e estadas em balneários com um gasto total de 30.000 euros. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. julho 2014 - 14:11
(AFP)

O parlamentar de uma assembleia regional do Japão, que ficou famoso no mundo todo ao chorar histericamente ao pedir perdão por um caso de malversação de fundos públicos, deixou seu cargo, informou uma fonte oficial.

"Os partidos políticos apresentaram uma queixa contra ele", afirmou a fonte do parlamento regional, que aceitou sua demissão.

No início de julho, Ryutaro Nonomura, de 47 anos, apareceu em uma coletiva de imprensa em Kobe para explicar uma de suas inúmeras viagens e estadas em balneários com um gasto total de 30.000 euros.

As desculpas, geralmente solenes e contidas entre os japoneses, acabaram num inesperado espetáculo de choro histérico diante de um público dividido entre o choque e a vontade de rir.

Desde que o vídeo com as imagens foi divulgado, provocando uma enxurrada de reações na classe política nacional, o parlamentar recebeu cerca de 4.000 reclamações de eleitores que exigiam a devolução do dinheiro gasto em passeios.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.