AFP

(Arquivo) O investidor americano George Soros

(afp_tickers)

O Parlamento húngaro aprovou nesta terça-feira uma polêmica lei que reforça o controle do governo sobre as ONGs que recebem recursos do exterior, dirigida em particular contra as organizações apoiadas pelo investidor americano George Soros.

A lei apresentada pelo primeiro-ministro conservador Viktor Orban prevê que as ONGs que recebem anualmente mais de 24.000 euros (27.000 dólares) de recursos do exterior devem apresentar-se explicitamente como "organização que se beneficia de financiamento estrangeiro".

A medida é considerada discriminatória pelos críticos.

AFP

 AFP