Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O documento prevê a anulação da dívida de 35,2 bilhões de dólares de Cuba.

(afp_tickers)

A câmara baixa do Parlamento russo ratificou nesta sexta-feira um acordo assinado entre Rússia e Cuba que prevê a anulação de 90% da dívida de Havana com a extinta União Soviética.

O documento ratificado prevê a anulação do montante e o reembolso do restante do valor (aproximadamente 3,5 milhões de dólares) ao longo de dez anos. O dinheiro será transferido para contas especiais e reinvestido integralmente na economia cubana.

A ratificação acontece uma semana antes de uma visita à ilha do presidente russo, Vladimir Putin, durante a qual buscará intensificar as relações comerciais bilaterais, com ênfase em projetos de energia, transporte, saúde aviação civil e projetos espaciais. O presidente russo reunirá com seu homólogo Raúl Castro e com seu irmão Fidel.

Desde 2005, Rússia e Cuba têm buscado intensificar suas relações, que registraram grande redução desde a desintegração do bloco soviético, em 1991.

Depois de ser durante três décadas o principal parceiro comercial de Cuba, a Rússia ocupa atualmente a nona posição entre os maiores sócios de Havana, com 224 milhões de dólares em 2011 em volume de comércio, muito atrás de Venezuela, China e Espanha, os três principais parceiros comerciais da ilha.

AFP