Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente catalão Carles Puigdemont, em Girona, em 28 de outubro de 2017

(afp_tickers)

O presidente catalão destituído Carles Puigdemont será o cabeça de lista de seu partido, o PDeCAT, nas eleições regionais, anunciou a formação neste domingo.

"Queremos que o presidente Puigdemont seja a pessoa a liderar este grande transbordamento nas urnas que faremos no dia 21 (de dezembro). Que seja ele", anunciou a porta-voz do Partido Democrata Europeu Catalão, Marta Pascal, em um discurso ao fim da reunião da formação independentista.

O partido insistiu na ideia de "uma grande lista unitária" liderada por Puigdemont, algo que seus sócios de governo até agora se opõem.

"A nossa é uma aposta de conjunto, (...) uma grande lista unitária que incorpore todas as sensibilidades", disse Pascal.

A porta-voz anunciou que o partido quer que seus políticos presos estejam nas listas.

"A nossa é uma aposta para que aqueles que estão privados de liberdade (...) possam fazer parte de nossas listas", continuou.

Segundo uma pesquisa publicada pelo jornal barcelonês La Vanguardia, o PDeCAT passaria a ser a quarta força política.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP