Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Benoît Hamon, no dia 24 de julho, na França

(afp_tickers)

O Partido Socialista francês (PS) hipotecou sua sede para pagar um empréstimo destinado a financiar a campanha de seu candidato às eleições presidenciais de 2017, Benoît Hamon, afirmou nesta quinta-feira (28) à AFP o tesoureiro do partido, Jean-François Debat, confirmando uma informação divulgada na imprensa.

Em 19 de setembro, Debat tinha anunciado a decisão da direção de vender a sede do PS, enquanto o partido confirmou nesta quarta-feira que, em meados de outubro, será publicada uma convocatória para possível compradores.

Segundo o jornal digital La Lettre A, "as três unidades do edifício de 3.000 m²", situado no bairro VII da capital francesa, "foram discretamente hipotecados em 30 de agosto, através da associação Solidarité 10, em benefício do (banco) Crédit Cooperatif".

A entidade bancária, que financiou a campanha presidencial de Benoît Hamon com um empréstimo de 8 milhões de euros, tinha exigido em contrapartida a hipoteca da sede em caso de derrota eleitoral.

"Quando você pega milhões de euros emprestados para pagar a campanha das eleições presidenciais, te pedem garantias. Quando tivermos vendido, pagaremos nosso empréstimo com uma parte do produto da venda", destacou Debat, sem precisar valores.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP