Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Agentes do FBI em 6 novembro de 2017 na igreja de Sutherland Springs no Texas

(afp_tickers)

O pastor da pequena igreja do Texas onde um homem cometeu um dos piores ataques com arma de fogo da história recente dos Estados Unidos quer demolir o edifício para construir em seu lugar um monumento em homenagem às vítimas, revelou um responsável nesta quinta-feira (9).

O pastor Frank Pomeroy, cuja filha de 14 anos, Annabelle, está entre as vítimas do massacre de domingo na igreja batista de Sutherland Springs, falou a seus superiores sobre este desejo.

Retomar o serviço religioso na pequena igreja rural seria "emocional e fisicamente impossível", disse à AFP Robert Oldham, da Southern Baptist Convention, que agrupa essas igrejas cristãs.

"A igreja ainda não tomou uma decisão" sobre a petição do pastor, informou Oldham.

Pomeroy estava viajando quando Devin Patrick Kelley entrou na igreja para matar metodicamente 25 pessoas, incluindo uma mulher grávida, e ferir outras 20. As autoridades locais decidiram contabilizar o bebê que estava para nascer em seu balanço oficial de 26 mortos. Kelley se matou, segundo a polícia.

As igrejas batistas de todo o país ofereceram ajuda e doações financeiras, enquanto o vice-presidente americano Mike Pence visitou Sutherland Springs na noite de quarta-feira.

"Estou aqui como vice-presidente para ter certeza de que todos os recursos dos Estados Unidos serão considerados", disse Pence. "O povo americano está com vocês".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP