Navigation

Pedidos de vacinas caem nos EUA em meio à pandemia do coronavírus

Pedidos de vacinas caíram drasticamente nos Estados Unidos em meio à pandemia de coronavírus. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 08. maio 2020 - 20:53
(AFP)

Os pedidos de vacinas contra doenças como o sarampo diminuíram desde que a emergência nacional foi declarada nos Estados Unidos para enfrentar a pandemia de coronavírus, informaram autoridades locais de saúde nesta sexta-feira (8).

O número de doses encomendadas em todo o país caiu acentuadamente desde meados de março, disseram os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), citando dados do Sistema de Rastreamento de Vacinas.

O estudo comparou dados de 13 de março a 19 de abril deste ano com o mesmo período de 2019.

"Há uma queda de 2,5 milhões de doses para todas as vacinas de rotina, excluindo as contra influenza (gripe) e 250.000 doses de vacinas contra o sarampo, aparentemente como consequência da permanência em casa durante o surto de COVID-19 ", disse o CDC.

"O declínio começou uma semana após a declaração de emergência nacional", informaram.

A queda nas vacinas contra o sarampo foi menor entre as crianças até dois anos de idade.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.