Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pence discursa em Podgorica

(afp_tickers)

O vice-presidente americano, Mike Pence, de visita nesta quarta-feira a Montenegro, defendeu a acusação de que agentes apoiados por Moscou planejaram assassinar em 2016 o primeiro-ministro do país dos Bálcãs.

O objetivo desse complô, elaborado por militantes sérvios pró-russos, teria sido a oposição ao projeto de integrar a Otan promovido por Milo Djukanovic, homem-forte do país desde os anos 1990 e então primeiro-ministro.

Mas o suposto golpe foi frustrado na noite antes das eleições legislativas e Montenegro, agora dirigida por Dusko Markovic, aderiu à Aliança.

De visita a Montenegro, Mike Pence, explicou que em abril teve conhecimento de "informações concretas sobre um apoio russo a um projeto de ataque contra o governo no dia das eleições".

As autoridades montenegrinas sempre insistiram nessas mesmas acusações.

A Rússia desmentiu qualquer envolvimento.

AFP