Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O presidente americano, Donald Trump

(afp_tickers)

O secretário americano de Defesa, Jim Mattis, disse nesta quarta-feira que ainda há lugar para a diplomacia com a Coreia do Norte, depois que o presidente Donald Trump afirmou que negociar com Pyongyang "não é a solução".

"Nunca descartamos as soluções diplomáticas", disse Mattis ao iniciar uma reunião com seu colega da Coreia do Sul, Song Young-moo.

Momentos antes, Trump afirmou que discutir com a Coreia do Norte "não é a solução", dando a entender, em um tuíte ambíguo, que a busca por uma solução diplomática com o regime de Pyongyang está condenada ao fracasso.

"Os Estados Unidos estão conversando com a Coreia do Norte, e pagando dinheiro de extorsão, há 25 anos. Conversar não é a solução", tuitou o presidente, um dia depois do lançamento por Pyongyang de um míssil que sobrevoou o Japão.

O governo Trump, assim como o de seu antecessor Barack Obama, tem aplicado uma política de tentativa de pressão sobre o regime de Kim Jong-un, na esperança de fazer Pyongyang desistir de seus programas balístico e nuclear.

Já o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, disse que está aberto a negociar com Pyongyang desde que as conversas abordem a desnuclearização da Coreia do Norte.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP