Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente americano, Donald Trump, em Washington DC, em 19 de julho de 2017

(afp_tickers)

A Casa Branca não solicitou ao Departamento de Defesa para estudar opções militares sobre a Venezuela, disse uma autoridade nesta segunda-feira, depois das surpreendentes declarações feitas na sexta-feita pelo presidente Donald Trump sobre a crise no país caribenho.

"Se nos solicitarem, seremos responsáveis por oferecer opções militares consistentes com as diretrizes do presidente", disse o coronel Rob Manning, porta-voz do Pentágono.

"Não posso especular sobre isso porque não nos solicitaram para apresentar qualquer opção", acrescentou.

Trump disse na sexta-feira que estava considerando uma gama de medidas sobre a Venezuela, "inclusive uma possível opção militar se fosse necessário".

As declarações do presidente provocaram a condenação de Caracas, que classificou a ameaça de "temerária" e "delirante".

O restante da América Latina - inclusive países que se opõem firmemente aos ataques do presidente Nicolás Maduro contra as instituições democráticas - também se declariy contrária à opção militar mencionada por Trump.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP