Navigation

Pentágono anula mega-contrato de informática atribuído à Microsoft contra a Amazon

Logos de Google, Apple, Facebook, Amazon e Microsoft afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 06. julho 2021 - 18:04
(AFP)

O Pentágono anunciou nesta terça-feira (6) o cancelamento de um contrato de computação em nuvem de 10 bilhões de dólares que desencadeou uma batalha feroz entre a Microsoft e a Amazon.

O comunicado do Departamento de Defesa afirmou que o contrato de Comando Conjunto de Infraestrutura de Defesa (JEDI) seria cancelado por "não atender às suas necessidades" devido, principalmente, à "evolução dos requisitos" e "aos avanços da setor".

A Microsoft obteve o contrato em 2019, o que gerou reclamações e uma contestação formal da Amazon, alegando que ela foi descartada por motivos políticos.

O Pentágono agora buscará propostas "de um número limitado de fontes", incluindo Amazon e Microsoft, disse o comunicado. Acrescenta que a pesquisa de mercado indica que esses dois fornecedores são os únicos provedores de serviços em nuvem (internet desmaterializada) capazes de se ajustar ao que é necessário, mas ainda considerariam outras empresas.

O programa JEDI foi projetado para que todos os ramos das Forças Armadas compartilhem informações na nuvem e com inteligência artificial.

A Amazon alegou que perdeu o contrato por causa de uma vingança do ex-presidente Donald Trump contra o então CEO Jeff Bezos.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?