Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pentágono e Coreia do Sul vão discutir diretrizes que regem tamanho das ogivas

(afp_tickers)

O Pentágono está trabalhando com a Coreia do Sul para revisar as diretrizes que regem o tamanho das ogivas que Seul pode usar, disse um funcionário na segunda-feira, preparando o cenário para que o Sul aumente o poder de seus mísseis.

As diretrizes atuais limitam as capacidades destrutivas dos mísseis sul-coreanos, mas o porta-voz do Pentágono, capitão da Marinha Jeff Davis, informou que estas restrições poderiam ser mudadas.

"É um tema sob consideração ativa aqui e lhes diria que estamos muito inclinados a fazer algo que fomente as capacidades defensivas da Coreia do Sul", disse Davis a jornalistas.

"Temos a capacidade de nos adaptar e sempre nos adaptamos à ameaça à medida que muda", acrescentou.

O anúncio acontece um dia depois de o presidente Donald Trump e sua contraparte sul-coreana, Moon Jae-In, terem conversado por telefone. Eles concordaram que a Coreia do Norte "representa uma ameaça direta, grave e crescente", segundo comunicado da Casa Branca.

No mês passado, a Coreia do Norte fez dois testes de mísseis balísticos intercontinentais, depois dos quais Kim Jong-Un afirmou que agora pode atacar qualquer parte dos Estados Unidos.

O Pentágono não deu informação adicional sobre os limites para as ogivas estabelecidos nas regulações atuais.

Um funcionário disse que as revisões das diretrizes estavam sendo coordenadas conjuntamente com o Departamento de Estado.

No final de semana o Conselho de Segurança da ONU aprovou por unanimidade novas sanções contra a Coreia do Norte, as quais podem custar a Pyongyang bilhões de dólares por ano.

AFP