Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Poço de petróleo perto da cidade de Andrews, Texas

(afp_tickers)

O petróleo voltou a subir nesta terça-feira (31) em Nova York e Londres, estimulado pelos planos de grandes produtores de continuar a redução da oferta.

O barril do "light sweet crude" (WTI) para entrega em dezembro ganhou 23 centavos, a 54,38 dólares, no New York Mercantile Exchange.

Em Londres, o barril do Brent do Mar do Norte para dezembro avançou 47 centavos, a 61,37 dólares.

Em Nova York, os preços estão em seus melhores valores desde de fevereiro e, em Londres, são os mais altos desde julho de 2015.

"A semana começou com bases sólidas para os preços, e o mercado segue orientado para a alta", disse Gene McGillian, da Tradition Energy.

Esse impulso acontece pela confiança de que o atual acordo de redução da produção será estendido além de março de 2018, indicou.

A Opep e outros países produtores, como a Rússia, acordaram um pacto de redução da produção para ajudar a valorizar a commodity.

A Arábia Saudita, líder da Opep, já disse ser favorável a uma prorrogação, que deve ser discutida na próxima cúpula do cartel, em novembro, em Viena.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP