Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Poço de petróleo perto da cidade de Andrews, Texas

(afp_tickers)

O petróleo fechou esta sexta-feira (20) em alta em Nova York, atento à evolução da tensão entre Bagdá e os combatentes curdos.

O barril de light sweet crude (WTI) para entrega em novembro avançou 18 centavos e fechou a 51,47 dólares no New York Mercantile Exchange.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte para entrega dezembro fechou a 57,75 dólares, após subir 52 centavos.

Os mercados, que subiram os preços vislumbrando uma exacerbação entre Bagdá e os curdos, que querem se separar do Iraque, se tranquilizaram nesta quinta quanto o Curdistão iraquiano se disse aberto ao diálogo com o poder central.

"Pensava-se que qualquer interrupção da produção de petróleo seria temporária, mas estamos na sexta-feira e não voltou ao normal", disse Andy Lipow da Lipow Oil Associates.

A gigante petroleira Chevron anunciou justamente nesta sexta que suspendeu "temporariamente" suas operações no Curdistão iraquiano.

A produção normal da província de Kirkuk, epicentro do conflito, é de 340 mil barris por dia.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP